Você está aqui

Trilha Inca e Salkantay

 

Quais são as trilhas que levam a Machu Picchu?

São inúmeras as trilhas no Peru, mas somente duas te levam até a cidadela sagrada de Machu Picchu: a Trilha Inca e a Salkantay. A chamada Trilha Inca Clássica parte do quilômetro 82 da ferrovia que liga Cusco a Machu Picchu e tem uma duração de quatro dias. Existe a opção ainda de fazer a chamada Trilha Inca Essencial, ou Trilha Inca Curta, que parte do quilômetro 104, já bem mais perto de Machu Picchu e dura apenas dois dias. A trilha é a mesma, a diferença aí é que na curta a caminhada tem início em seu último trecho. Já a Trilha Salkantay é mais longa, lhe permite conhecer outras paisagens e leva cinco dias para chegar à Machu Picchu.

Quais são os preços das trilhas Inca e Salkantay?

Há muitos anos a maioria das trilhas no Peru estão regulamentadas pelo governo, desta forma já não é possível percorrê-las de forma independente. Por isso você precisará contratar uma agência credenciada e autorizada para fazer seu passeio. Tanto as Trilhas Incas (clássica e essencial/curta) como a Salkantay são controladas e existe um limite máximo de pessoas que podem ingressar por dia, por questões de impacto, entre outras. A vantagem é que com uma agência você conta com guias profissionais experientes no trajeto, além de carregadores, cozinheiros, barracas, etc. Você só tem que carregar seus objetos pessoais, sem maiores preocupações (ainda é possível contratar um carregador particular, para te ajudar com suas coisas). Montar e desmontar acampamentos, preparar e servir as refeições fica por conta do pessoal de apoio da agência.

Independente da trilha escolhida, você deverá fazer sua reserva com bastante antecedência. Recomendamos de 3 a 6 meses de antecipação. A Trilha Salkantay está disponível durante todo o ano, porém a Trilha Inca (clássica e essencial/curta) está fechada durante o mês de fevereiro, anualmente, para manutenção. Os preços variam conforme o tipo de serviço (privado ou em grupo) e a época do ano (temporadas alta e baixa). O preço também pode variar de agência para agência, de acordo à qualidade dos serviços oferecidos, tipos de equipamentos, barracas, refeições, etc. Nós da Viagens Machu Picchu oferecemos um serviço de alta qualidade e com um preço mais baixo que a maioria das agências. Exatamente por sermos uma operadora local (estamos estabelecidos em Cusco, Peru) temos como disponibilizar nossos pacotes a preços mais acessíveis, sem atravessadores. Comprando um pacote de uma agência no Brasil você pagará mais caro, pois eles estarão revendendo algo que nós mesmos operamos. Consulte-nos sobre disponibilidade e preços.

Qual a melhor época para fazer a Trilha Inca ou a Salkantay?

Os melhores meses são junho e julho: são os mais frios, porém os mais secos. De uma forma geral, de maio a novembro seria um bom período para fazer estas trilhas. De dezembro a abril chove muito nos Andes, especialmente nos meses de verão no hemisfério sul. Lembrando que a Trilha Inca está fechada todos os anos durante o mês de fevereiro para manutenção (a Trilha Salkantay não fecha). Nos meses de verão, quando chove mais, estamos em baixa temporada turística no Peru e os preços são mais baixos. Durante todo o ano há vantagens. Programe-se e se tiver alguma dúvida entre em contato conosco, será um prazer poder atendê-lo

Veja também: 10 Curiosidades sobre Machu Picchu.

O que é preciso levar para fazer a Trilha Inca ou a Salkantay?

Comece por um bom calçado, impermeável, leve e resistente, de preferência tipo bota, de cano alto, para evitar torções no tornozelo. O solado deve ser adequado tanto para terra como para rocha e deve ter um bom desempenho tanto no seco como no molhado. Não improvise, utilize equipamentos para trekking de qualidade. Atualmente existem uma série de opções, de diversas marcas e diferentes preços. Opte por bons equipamentos, por mais que sejam um pouco caros, isso pode fazer a diferença durante a sua viagem. Em trilhas de vários dias que atravessam diversas cordilheiras o importante é que você se sinta protegido, seguro e confortável.

Utilize roupas adequadas e confortáveis, de tecidos resistentes, leves e de secagem rápida. Não há necessidade de levar muitas trocas para a trilha, além de meias e roupa interior. Isso sim merece um pouco de atenção: tente trocar de meias e roupa interior uma vez por dia, por questões de higiene e conforto. Opte por calças próprias para trekking. Existem algumas que viram bermuda (é possível tirar as pernas de forma prática por meio de zíper), uma excelente opção se fizer calor durante o dia. No mais, uma troca para as demais peças já seria o suficiente. Na Trilha Inca Clássica de quatro dias, por exemplo, o primeiro banheiro com chuveiro para que você tome um banho com água quente só estará disponível no final do terceiro dia de trilha, quando você chegar a Wiñay Wayna. Antes disso não será possível tomar banho. Já na Trilha Salkantay existem chuveiros disponíveis todos os dias. Calcule a quantidade de trocas que você deseja levar.

No mais, em relação a roupas, dependerá da época do ano em que você decida fazer a trilha. De uma forma geral inclua um agasalho leve, uma boa jaqueta impermeável para as noites que sempre são frias, um agasalho impermeável para chuva e vento (tipo anorak, leve, para usar também durante o dia), um poncho para chuva, boné ou chapéu, gorro e luvas. Se virá fazer a trilha no inverno inclua um cachecol e roupas adicionais para usar por baixo do que já foi citado anteriormente. Opte por peças tipo “segunda pele”, térmicas, pois são leves e não são grossas. 

Em relação à mochila, utilize uma mochila média. Não use uma cargueira grande, de 75 ou 90 litros. Uma de 40 ou 50 litros já é suficiente. Lembre-se que você não vai precisar de barraca, pois a mesma é fornecida pela agência e será levada pelos carregadores. A agência irá te emprestar um colchonete inflável (que também será levado pelos carregadores). Você só precisará levar seu saco de dormir, este sim você terá que carregar. Certifique-se que este saco de dormir seja adequado para as temperaturas da trilha, que variam de 13ºC a -7ºC durante a noite, dependendo da época do ano. Se desejar poderá alugar conosco um saco de dormir para usar durante a trilha. Você também pode solicitar um carregador particular pagando uma taxa extra. Este carregador poderá ajudar a levar suas coisas, porém com um peso máximo de seis quilos.

Ainda sobre equipamentos, não se esqueça de uma boa lanterna ou headlamp, um canivete multifunções ou uma faca. Um bastão de caminhada pode ser bastante útil. Não se esqueça de um bom cantil, de capacidade média a grande. É muito importante manter-se hidratado durante a trilha. Não há lugares para comprar nada durante praticamente toda a caminhada, desta forma a agência lhe proporcionará água fervida, mas você pode considerar a possibilidade de levar um purificador do tipo Hidrosteril, em gotas, para purificar água que eventualmente obtenha dos riachos ou rios que encontre pelo caminho (consulte seu guia para confirmar se a água é confiável). Leve baterias e pilhas adicionais para seus equipamentos, pois não haverá tomadas durante a trilha para recarregá-los.

A agência leva um kit de primeiros socorros com o essencial, incluindo um cilindro de oxigênio. Monte seu pequeno kit pessoal com o básico, com os medicamentos que está acostumado a tomar em uma pequena quantidade. Não se esqueça de protetor solar (de alto fator), protetor labial, repelente contra insetos e bons óculos escuros, com filtro UV. Existem alguns óculos escuros próprios para montanha e escalada, com certificação para determinadas altitudes. A incidência de radiação UV na Cordilheira dos Andes pode ser até 80% maior que em uma praia no Brasil, devido à altitude. Desta forma, proteja-se.

Monte também seu kit de higiene pessoal. Você já sabe que não tomará muitos banhos durante a trilha, assim não carregue coisas desnecessárias. Não se esqueça de uma toalha de banho e sandálias ou chinelos, já que os chuveiros são compartilhados. Compre tudo em pequenas quantidades, como creme dental e shampoo. Aqui no Peru você encontra com facilidade shampoo e desodorantes em sachês, por preços módicos. Uma solução interessante para a falta de banho sempre será o famoso lenço humedecido, muito útil para a higiene íntima, especialmente para as mulheres no período menstrual. E não se esqueça do papel higiênico, isso sim você deverá levar.

Você não precisará levar comida, pois todas as refeições serão fornecidas pela agência. Uma sugestão é montar um pequeno kit com algumas coisas para comer entre as refeições. Na trilha você queima muitas calorias, então é interessante ir repondo o combustível, com alimentos práticos e de alto valor calórico, como amendoim, passas, nozes, castanhas, barra de chocolates ou de cereais. Como estará em altitude poderá levar também folhas de coca para mascar, balas de coca ou de limão. Em Cusco você pode encontrar com facilidade balas e doces feitos com Coca, os preços são bastante acessíveis.

Preciso treinar ou aclimatar-me antes de fazer uma dessas trilhas?

Ambas trilhas são trilhas de resistência. Não há riscos ou perigos exatamente, porém as subidas são bastante íngremes em trechos bastante longos. Para tal, é importante ter um certo condicionamento físico para poder percorrê-las. Se você pratica algum esporte com frequência, já pode considerar-se apto. Não podemos esquecer que estas trilhas estão em altitudes muito elevadas e você caminhará várias horas por dia, até oito horas por dia em altitudes superiores a 4.000 metros. Sobre a aclimatação, é importante que você chegue a Cusco dois ou três dias antes do início da caminhada. Algumas pessoas se sentem mal ao chegar aqui, principalmente as que nunca estiveram em altitudes acima dos 3.000 metros. Chegando antes já é possível se aclimatar e partir para a aventura em boas condições físicas.

Dicas de caminhada para as Trilhas Inca e Salkantay

Faça um bom alongamento sempre antes de começar a caminhar. Caminhe no seu próprio ritmo, controlando sempre a respiração. Faça pequenas pausas durante a caminhada, hidrate-se e consuma algo calórico, como amendoins, castanhas, chocolates ou barra de cereais. Em todas as refeições, coma bem, e tome o chá de coca. Garanta que sua mochila esteja bem ajustada ao corpo e que o peso esteja equilibrado. Tente na medida do possível manter os pés secos, trocando de meias sempre que necessário.

Confira nossos pacotes de viagem em promoção para Cusco em 2017.

 

DirceturProm PeruPeruPeru - Ministerio de Cultura

Viagens Machu Picchu 2016 - 2020 (Desenhado por LLIKA)