Você está aqui

Ancash

Ancash com o seu nevado Huascaran

Um dos departamentos (estados) com a maior variedade de cenários do Peru, Ancash abriga verdadeiras joias, não só no que está relacionado a recursos naturais, mas também em seu passado histórico e arqueológico. Berço da incrível cultura Chavín, aí ainda se encontra um trecho de mais de cinquenta quilômetros do original Qhapaq Ñan (rede de caminho Inca) em excelente estado de conservação. Aí também está a montanha mais alta do Peru, o Huascarán, com 6768 metros de altitude. Ancash ainda apresenta uma série de lagoas, vales, florestas e praias, um verdadeiro paraíso para os amantes dos esportes de aventura.

História de Ancash.

Referente à sua história, Ancash é uma região que foi o berço da cultura Chavin que teve influência sobre as culturas subsequentes, como Recuay e Huaylas que deixaram estátuas de cerâmica e pedra interessantes. Os incas tomaram a região de Ancash no meio do século XV. Na colonização espanhola ela foi abandonada pelo desenvolvimento cultural da região, levando os Incas a participar de lutas pela independência nacional. Ancash sofreu grandes tragédias em sua história, como o aluvião de 1945 que devastou parte da cidade e em 1962 uma barragem se rompeu fazendo com que desaparecesse a cidade Ranrahirca e muitas aldeias próximas a ela.

Outra tragédia ocorreu em 31 de maio de 1970, um terremoto causou o rompimento de uma barragem causando milhares de mortes e devastando muitas aldeias, mas a mais afetada foi Yungay, que desapareceu completamente. Atualmente seus restos arqueológicos definiram um importante centro turístico do Peru.

A primeira grande sociedade na costa de Ancash é Sechin em Casma (3700 anos). Chavin (3200 anos) foi a primeira organização da alta sociedade que se desenvolveu nos Andes de Ancash. Nascida no vale do Conchucos teve uma vasta influência, cobrindo quase todo o território dos Andes e da costa peruana. Após o declínio de Chavin surge a cultura Recuay no vale do Callejon de Huaylas, uma sociedade guerreira, que se desenvolveu paralelamente às disputas constantes com a sociedade Moche da costa do Peru. Em meados do século XV, os Incas conquistaram a área, após sangrentas batalhas com os ferozes e duros Huaylas e Conchucos. Após a invasão espanhola os primeiros conquistadores que chegam ao vale de Callejon de Huaylas e Conchucos, são atraídos pelas veias minerais abundantes, que foram exploradas após duras batalhas para subjugar a população desses lugares.

Em 1574 ocorre a fundação da cidade de Huaraz, que é agora a capital da região de Ancash. No momento da independência do Peru Ancash teve uma presença ativa, uma vez que a atual Yungay foi um dos acampamentos dos libertadores ao Norte. Depois de muitos anos de conflitos civis entre os governantes do Peru, se estabelece o Departamento de Huaylas, que mais tarde também conteve a invasão chilena.

Contra os muitos abusos e tributos impostos pela classe dominante e pelos proprietários de terras surge uma revolta histórica do líder ancashino Pedro Pablo Atusparia, que é chamado de líder de caráter representativo na região de Ancash. Em 13 de dezembro de 1941 uma barragem se rompe em Cojup (lagoa Palcacocha) e devasta parte da cidade de Huaraz, matando mais de 4.000 pessoas.

Em 31 de maio de 1970 toda a região de Ancash e parte do norte do Peru são devastadas por um fatídico terremoto, matando mais de vinte mil pessoas. Também neste dia a cidade de Yungay é destruída por uma inundação proveniente de uma barragem na gigante face norte da montanha de Huascaran. Depois da reconstrução das aldeias após o terremoto, se nota uma presença maciça de turistas estrangeiros, que querem explorar e subir as montanhas da Cordilheira Branca. Estes turistas chegam de diferentes países da Europa e da América do Norte. No primeiro momento não se tem uma infraestrutura turística, mas com o passar dos anos a região adota como sua principal fonte de renda e começa a trabalhar na construção dos primeiros hotéis e estradas de acesso às zonas turísticas.

Em seguida, no início dos anos 90, entrando na grande mineração para explorar as riquezas das empresas Andes Ancash, e por causa disso o avanço econômico fez com que as cidades se transformassem em metrópoles. Hoje, o turismo e a mineração são as principais atividades econômicas da região e a cada ano as cidades contam ainda mais com infraestrutura de primeiro nível para turistas nacionais e estrangeiros.

 

Localização de Ancash.

Localizado ao nordeste do Peru é um dos estados (ou departamentos, como são chamados aqui) que apresenta um relevo abrupto e que abriga o pico mais alto da região, o Huascaran (6768 metros de altitude), também as montanhas mais importantes, tais como Huandoy e Alpamayo. Contando com uma área geográfica de 35.459 km2 e tendo como capital Huaraz, tem um clima semiárido que se estende ao longo das encostas da cadeia de montanhas que por sua vez formam o chamado Callejon de Huaylas.

Via Terrestre

Para se chegar a Huaraz existem três rotas possíveis:

Lima: 408 km (6-8 horas de ônibus via estrada pavimentada).
Casma: 150 km (6 horas de ônibus, 20% é estrada asfaltada).
Santa: 227 km (5 horas e 30 minutos através de estrada asfaltada).

Via Aérea

Lima: Aeroporto Jorge Chavez, 35 minutos de voo.

Distâncias de Huaraz

Aija (Prov. Aija) 68 km / 2 horas.
Llamellín (Prov. Antonio Raimondi) 223 km / 8 horas.
Chacas (Prov. Asunción) 118 km / 4 horas.
Chiquián (Prov. Bolognesi) 111 km / 2 horas e 30 minutos.
Carhuaz (Prov. Carhuaz) 35 km / 30 minutos.
San Luis (Prov. Carlos Fermin Fitzcarraldo) 223 km / 6 horas.
Casma (Prov. Casma) 149 km / 5 horas.
Corongo (Prov. Corongo) 180 km / 6 horas.
Huari (Prov. Huari) 152 km / 4 horas.
Huarmey (Prov. Huarmey) 140 km / 5 horas.
Caraz (Prov. Huaylas) 69 km / 1 hora e 30 minutos.
Piscobamba (Prov. Mariscal Luzuriaga) 193 km / 7 horas.
Ocros (Prov. Ocros) 128 km / 4 horas.
Cabana (Prov. Pallasca) 234 km / 8 horas.
Pomabamba (Prov. Pomabamba) 298 km / 8 horas.
Recuay (Prov. Recuay) a 25 km / 30 minutos.
Chimbote (Prov. Santa) 210 km / 6 horas.
Sihuas (Prov. Sihuas) 228 km / 8 horas.
Yungay (Prov. Yungay) 58 km / 45 minutos.

 

Clima de Ancash.

Ancash possui um clima variado. No litoral, no piso inferior da encosta oeste o clima é desértico, com poucas e mal distribuídas chuvas que aumentam à medida dos avanços na altitude. Áreas com clima ameno e seco estão nos pisos intermédios das encostas andinas oriental e ocidental e no Callejon de Huaylas. Climas frios e secos nas montanhas e planaltos e clima polar nos picos nevados. A leste da Cordilheira Branca e no vale formado pelo Marañón há um clima quente e úmido, com temperaturas elevadas durante o dia e a noite.

 

Gastronomia de Ancash.

A rica gastronomia peruana é o resultado de uma fusão entre a tradicional culinária do antigo Peru, aculinária espanhola e alguns costumes culinários trazidos pelos escravos africanos. Como uma característica exclusiva, as artes culinárias estão em constante evolução e juntamente com a variedade de pratos tradicionais se torna única. O clima do Peru e também seus microclimas são propícios para um amplo cultivo de produtos agrícolas de diversas espécies. Não deixe de conferir nosso Tour Gastronômico.

Entre os pratos mais conhecidos temos:

- Ceviche de Pescado
- Chicharrón
- Lomo Saltado
- Tallarín Saltado
- Alpaca ao Molho Aguaymanto
- Cuy Colorado
- Pollo a La Brasa
- Ají de Gallina

Se você deseja enriquecer sua experiência com a gastronomia peruana, aconselhamos visitar os seguintes restaurantes:

- Mi Comedia Pizzeria
- Cafe Andino
- Chilli Heaven
- Trivio
- Creperie Patrick
- Cafe Bar 13 Buhos
- Bistro de los Andes
- El Fogon
- La Brasa Roja
- Marsella Resto Bar
- Encuentro Restaurant
- Sala de Estar
- Ajo Picante
- Restaurante el Tumi
- La Parrilla Rodante
- El Cortijo

Para mais informações para a sua viagem ao Peru e Machu Picchu leia nossas Dicas e Recomendações Peru.

Aproveite e reserve um de nossos pacotes para Machu Picchu Peru.

Atrativos e Pontos Turísticos de Ancash

Escalada em Gelo.

Subir as geleiras é uma grande aventura, para apreciar o quão bela é a vista de 360 graus deste maravilhoso pico coberto de neve do qual nunca se esquecerá. Localizada no departamento de Ancash, a Cordilheira Negra está em conformidade com o famoso Huaylas, uma das mais belas paisagens do Peru. As montanhas da Cordilheira Branca são consideradas as mais altas da cordilheira tropical com 27 picos de mais de 6.000 metros, resultando em cenários favoráveis para a prática de alpinismo.

 

Escalada em Rocha.

Essa experiência começa com uma caminhada até o balneário de Monterrey e depois se caminha por cerca de mais cinco minutos até o início da escalada em rocha. Como atividade complementar se recomendam os famosos banhos de Monterrey.

 

Canoagem.

Aproveite sua estadia no Peru para a prática deste esporte emocionante, sentindo diferentes sensações. Os instrutores estão aptos para capacitar os que estão se aventurando no esporte pela primeira vez, como aqueles que têm experiência. Apreciar a paisagem majestosa de cumes brancos do rio sagrado e seu fluxo que é adequado para o esporte.

Desfrute mais de sua viagem preparando-se com nossas dicas para Peru.

No momento, não existe nenhum conteúdo classificado com este termo.

DirceturProm PeruPeruPeru - Ministerio de Cultura

Viagens Machu Picchu 2016 - 2020 (Desenhado por LLIKA)